Sobre Mim

# Início – Fuçando
Desde criança, sempre fui apaixonado por computador, fui influênciado pelo meu primo Filipe,  quando ganhei o meu primeiro computador um K6-2 500mhz,  por volta dos anos 2000, ai ferrou me entreguei a essa poderosa e deliciosa droga chamada informática.

Quando o computador quebrava, lá ia eu abrir o gabinete pra tentar descobrir oque aconteceu, não porque eu era curioso e queria aprender, e sim porque eu não conseguia viver sem o computador,  e assim eu aprendi um pouquinho de hardware =D

Na época do “boom” do blogger mais ou menos em 2004 eu tinha um blog de rock, no qual eu mesmo customizei o template, assim aprendendo sozinho html e css. Nessa mesma época eu fiz um curso de informática na IOS, um projeto em conjunto coma Uninove, que oferecia conhecimentos básicos de informática como  Windows, Word, Excel e Power Point. Mas no curso só precisei aprender Excel, pois o resto eu ja sabia como usar pois tinha aprendido sozinho fuçando. Eu também gostava muito de brincar no Photoshop, fazia montagens e mais montagens.

# Pegando no batente
Em 2006 com 16 anos começei a trabalhar em uma lanchonete, ganhando muito pouco, depois de um tempo começei atrabalhar em um lugar que extraia extrato de prata de chapas de raio-x, ganhando mais ou menos o valor do salário mínimo atual.

# Faculdade
Quando acabei a escola eu tinha certeza que era com isso que eu queria trabalhar, mas não sabia exatamente qual curso fazer, pois eu ainda tinha uma mentalidade imatura em relação ao mercado de trabalho. Escolhi o curso de “Programação para Internet” da Uninove e ainda ganhando um salário mínimo me joguei pra faculdade, gastando praticamente o salário inteiro com a mensalidade, pois eu não sabia que existia a Fatec, eu poderia ter economizado uma grana se estivesse estudado pra entrar lá.

No segundo semestre percebi que não era esse o curso que eu realmente queria, então mudei para “Análise e Desenvolvimento de Sistemas“.

# Minha primeira vez
No final de 2007 parei de lavar raio-x e consegui o eu primeiro emprego na área de T.I. na Utah Networxs, que prestava serviços/soluções baseados em plataforma livre e ministrava treinamentos, eu começei trabalhando na área de suporte cuidando da parte de hardware das máquinas da empresa, e preparando os computadores das salas para as aulas de linux, java, oracle e etc que eram ministradas nos laboratórios. Aprendi muitas coisas relacionadas a Hardware e Linux (quando entrei eu era totalmente leigo sobre o assunto).

Tive a oportunidade de fazer a carreira ERL lá mesmo, que é um curso de 4 módulos linux. Material super didático e professores muito bons na época. Por mais que eu ganhasse pouco, valeu muito a pena pelo conhecimento que obtive em 1 ano que trabalhei lá.

Quando eu sai da empresa, eu ja estava até executando alguns trabalhos nos servidores e na rede da empresa, e remotamente nos servidores dos clientes, como problemas em proxy, firewall e servidores de arquivos.

Recebi uma proposta no final 2008 para trabalhar como Designer Gráfico, como  era pra ganhar quase o dobro, CLT e tudo mais, aceitei sem pensar 2 vezes, pois eu estava pagando minha faculdade, podendo utilizar profissionalmente oque aprendi sozinho brincando no Photoshop, lá aprendi a mexer no Corel Draw.

Ganhando um pouquinho mais, juntei dinheiro e em 2009 fiz os cursos “Lógica de Programação” e “Programação Orientada a Objeto” na Impacta Tecnologia em paralelo a faculdade.

Me formei no final do mesmo ano, sofri para poder entregar meu TCC que ficou um lixo, pois não fomos preparados corretamente no decorrer do curso, e oque piorou ainda mais o aprendizado foram os próprios alunos que não estavam nem ai, só queriam o diploma na mão.

# Java
Em 2010 como eu ja não tinha mais a faculdade para pagar, fiz um curso no Senai, que se chamava “Programação Java“, aonde eu finalmente aprendi java, mas apenas o java puro e desktop.

Trabalhando como Designer me acomodei, no final desse mesmo ano, caiu a minha ficha e percebi que ja ia fazer 1 ano que eu estava formado, e não estava trabalhando como programador, então resolvi pedir demissão pra me forçar a procurar um estágio ou qualquer coisa pra entrar na área de T.I.

# Programando
O dinheiro que eu tinha guardado estava acabando, fiquei 3 meses desempregado, até que em março de 2011 então consegui um emprego 😀 para trabalhar como “Programador Trainee” na multinacional espanhola, Indra Company uma empresa atuando em mais de 118 países e conta com mais de 40.000 profissionais a nível mundial, tirei a sorte grande! Por coincidência na mesma empresa que um colega da faculdade trabalhava.

O fiz 2 entrevistas na Indra, para 2 projetos diferentes, obtive a resposta de um deles primeiro, e aceitei a proposta, ai depois de algumas semanas recebi a notícia que eu tinha passado na outra entrevista também. Mas  como eu ja estava trabalhando, iguinorei a proposta.

O primeiro projeto que eu trabalhei foi o GAUDI (Gestor Automático Unificado de Atuação Internacional), que gerenciava os técnicos e chamados para efetuar os serviços oferecidos pela Telefonica, lá eu participava do suporte N3, que corrigiam os problemas do sistema que eram reportados pelos clientes, basicamente eu trabalhava com PL/SQL, mas também apareciam alguns problemas no sistema móvel que era em Java (Struts 1, JSP, Scriptlet (:P) e EJB2) e C#(não mexi em nada só ‘olhei’).
O versionamento era realizado com Serena Dimensions.

Ainda como programador trainee, em setembro de 2012 mudei de projeto, fui para um projeto de integração entre um sistema da Caixa, o SIGCP (Sistema de Gerenciamento de Capacidade Produtiva) (.Net) com um sistema da Indra, chamado iSLA (Indra Service Level Agreement) (Java). Essa integração é feita utilizando Web Services, o grande desafio é a integração entre as diferentes tecnologias. Nesse momento no qual eu percebi que estava aprendendo muitas coisas diferentes, e das quais eu poderia compartilhar com as pessoas de alguma forma, ai que eu criei este blog “Spigando e Aprendendo“.
O versionamento era realizado com SVN.

Setembro de 2012,  comecei também a minha MBA em Desenvolvimento de Aplicações JAVA – SOA, caso você não possa fazer a graduação em uma faculdade top como foi o meu caso, tente fazer a pós em uma faculdade de nome! Escolhi este curso, pois além de ter a grade completíssima, com a maioria dos frameworks e padrões utilizados atualmente no mercado Java, é lecionado pela Fiap, faculdade conceituadíssima e a melhor tecnologia ao meu ver.

Em fevereiro de 2013 entrei em um projeto para desenvolver um sistema interno para Indra, utilizando as tecnologias: Spring Framework (Core, Data JPA e Security), JMS, Java Mail, JSF2 (Primefaces), HTML, CSS e Javascript… utilizando o banco de dados PostgreSQL 9.2 e Tomcat7 como container web… esse sistema é responsável pela realocação (Projeto, Localização, Hierarquia Organizativa e Empresarial) dos recursos.
O versionamento era realizado com SVN e o gerenciamento de dependências com Maven.

Dezembro de 2013, a entregua do TCC da MBA… praticamente um “decolar.com cover”, porém ele tem uma funcionalidade, aonde vc cadastra uma viagem (origem, destino, partida, volta…) e o sistema faz as buscas nas companhias aéreas em busca do melhor preço de tempos em tempos automaticamente… e notifica o cliente via e-mail…
Utilizamos as tecnologias: EJB3 (MDB, Session Bean e Timer Service), JPA2, Spring Security, JMS, Java Mail, JSF2 (Primefaces), HTML, CSS… utilizando o banco de dados MySQL 5 e Jboss AS 7
Fizemos 3 clients para simular as companhias aéreas, com as tecnologias: PHP (WS Rest), C#(WS Soap) e Java (Axis2 WS Soap)
O versionamento era realizado com SVN e o gerenciamento de dependências com Maven.

Porém no decorrer da MBA, praticamente todos os alunos ficaram insatisfeitos com o curso, pois a carga horária de algumas matérias foram muito pequenas, diante do que nós esperávamos.

Em Novembro de 2014 saí da Indra em busca de novos desafios, e entrei na Stefanini em um projeto da Cielo onde o grande desafio é substituir um mainframe, tecnologias utilizadas: EJB3, JPA2, JSF (Primefaces), HTML e CSS, expondo alguns serviços para outras plataformas utilizando JAX-WS (SOAP).
No final de 2016 me foi atribuída a responsabilidade de liderança técnica da equipe na qual eu estava atuando, onde está sendo um grande desafio para mim, pois não tenho experiência com esse tipo de papel, mas venho tentando gerenciar as entregas da melhor forma possível.

%d bloggers like this: