jQuery – Introdução ao selectors (seletores) e Usando elementos, IDs e classes

Uma tarefa muito comum quando se está usando JavaScript, é ler e modificar o conteúdo da página. Para fazer isso, você precisa encontrar o(s) elemento(s) que você deseja modificar, e ai é onde o selector no jQuery ajudará você. Com o JavaScript normal, encontrar elementos pode ser extremamente pesado, ao menos que você precise encontrar um único elemento que tem um valor especificado no atributo ID. O jQuery pode ajudar você a encontrar elementos baseado em seus IDs, classes, tipos, atributos, valores de atributos e muito, muito mais. Ele é baseado no selectors do CSS e como você verá através desse tutorial, ele é extremamente poderoso. Quando usamos esse tipo de programa para fazer mudanças em seu site, é importante que você tenha autenticação de dois fatores (two factor authentication (em Inglês)) de modo que o seu site e computador não são compromissados.

Pela razão dessa ser uma tarefa tão comum, o construtor do jQuery vem em várias formas que recebem uma selector query como argumento (parâmetro), permitindo você localizar elementos com uma quantidade bastante limitada de código para uma eficiência ótima. Você pode instanciar o objeto jQuery simplesmente escrevendo jQuery() ou até mais curto usando o nome de atalho do jQuery: $().

Portanto, selecionar um conjunto de elementos é simples assim:

$(<query aqui>)

Com o objeto jQuery retornado, você pode então começar a usar e alterar os elementos que você encontrou.

Fonte

Usando elementos , IDs e classes

O selector #id

Um tipo de selector muito comum é o baseado em ID, que nós vimos no exemplo “Hello, world”. Ele usa o atributo ID de uma tag HTML para localizar o elemento desejado. Um ID deve ser único,então você deve apenas usar esse selectior quando você deseja localizar um único elemento. Para localizar um elemento com um ID específico, escreva um caractere hash (#), seguido pelo ID do elemento que você deseja localizar, assim:

$("#divTest")

Um exemplo disso em uso:

<div id="divTest"></div>
<script type="text/javascript">
$(function()
{
        $("#divTest").text("Test");
});
</script>

Agora, enquanto tiver apenas um único elemento que combina com a nossa query acima, você deve estar ciente que o resultado é uma lista, significando que isso pode conter mais de um elemento, se a query combina com mais de um. Um exemplo disso é combinar todos os elementos quais usam uma ou varias classes CSS.

O selector .class

Elementos com uma classe específica podem ser localizados escrevendo um caractere ponto (.) seguido pelo nome da classe. Aqui vai um exemplo:

<ul>
        <li>Test 1</li>
        <li>Test 2</li>
        <li>Test 3</li>
</ul>
<script type="text/javascript">
$(function()
{
        $(".bold").css("font-weight", "bold");
});
</script>

O selector element

Você também pode combinar baseado em elementos nos nomes das tags.

You can also match elements based on their tag names. Por exemplo, você pode combiner todos os links emu ma página assim:

$(“a”)

Ou todas as tags div assim:

$(“div”)

Se você usar um selector de multi-elemento (multi-element), como o selector de classe que nós usamos no exemplo anterior, e nó sabemos que nós estamos procurando por emento de um tipo específico, é uma boa prática especificar o tipo do elemento antes do selector. Não é apenas mais preciso, mas também é mais rápido para o jQuery processar, resultando em sites mais responsivos. Aqui vai uma versão reescrita do exemplo anterior, onde nós usamos esse método:

$("span.bold").css("font-weight", "bold");

Isso combinará todos os elementos span com “bold” como classe. Claro, isso pode ser usado com IDs e praticamente com todos os outros selector também.

Fonte: jquery-tutorial.net / jquery-tutorial.net

Advertisements

About Gustavo Amaro

+ Formado em Tecnologia e Análise de Sistemas + MBA em Desenvolvimento de Aplicações JAVA – SOA

Posted on 25 de Fevereiro de 2014, in JavaScript, jQuery and tagged , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Bookmark the permalink. Deixe um comentário.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: